IMPLANTES HORMONAIS

Popularmente conhecidos como “Chips da Beleza”, os implantes hormonais ganharam destaque quando começaram a ser usados por artistas e celebridades.
O fato é que os implantes hormonais representam uma verdadeira revolução no tratamento terapêutico reposição hormonal tanto em homens como mulheres.São pequenos tubos de Silicone semipermeáveis implantados de forma subcutânea. Esses tubos medem de 4 a 5 cm e comportam cerca de 40 a 50mg de uma substância hormonal pura, que pode ser estradiol e testosterona bioidêntica, ou progestínico. Estes implantes, dosados de forma adequada e sob acompanhamento de um médico capacitado, são utilizadas para a TRH - terapia de reposição hormonal e são muitos os seus benefícios à saúde de homens e mulheres .

Customização para melhores resultados: para a administração de implantes hormonais, é necessária uma avaliação clinica e laboratorial do paciente, levando-se em consideração peso, altura e dosagens hormonais.

Após a implantação, os implantes liberam gradativamente o hormônio na corrente sanguínea por um período de seis meses a um ano. Tudo isso de forma segura, indolor, e praticamente sem efeitos colaterais justamente porque o procedimento é feito de forma personalizada, com acompanhamento, avaliando as necessidades de cada indivíduo.

Os implantes hormonais podem ser colocados em qualquer parte do corpo, preferencialmente na região glútea. O procedimento de implantação é feito com anestesia local, e dura poucos minutos.

A lista de pontos fortes dos implantes hormonais na terapia de reposição hormonal é surpreendente:

  • Implantes hormonais são eficazes e apresentam excelentes resultados na terapia de reposição hormonal indicada para menopausa e andropausa, na contracepção, tratamento de cólicas, ovários policísticos, endometriose,miomatose ,adenomiose,etc
  • Implantes hormonais permitem assegurar um maior controle, customizando as dosagens conforme cada indivíduo.
  • Muito mais conforto: como os implantes tem dosagens personalizadas e usam testosterona e estradiol bioidênticos, praticamente não há efeitos colaterais.
  • Os implantes só são trocadas apenas após período de 6 meses ou um ano: a pessoa coloca e não precisa mais se preocupar , evitando esquecimentos, etc.

Os eventuais efeitos colaterais que podem vir a surgir com os implantes hormonais são mínimos, realmente bem menores que os causados pelos hormônios sintéticos, normalmente usados nos tratamentos convencionais. Isso porque os implantes hormonais são elaborados com testosterona e estradiol bioidênticos, ou seja, iguais àqueles produzidos pelo organismo humano. O resultado de um implante hormonal bem dosado é uma melhor aceitação com praticamente nenhum efeito colateral.

Mulheres

O uso de implantes hormonais revolucionou a forma de tratamento de distúrbios hormonais na mulher moderna devido á sua eficácia, praticidade, baixo índice de eventuais efeitos colaterais e grandes impactos positivos ao organismo

Os Implantes Hormonais são recomendados para:

  • Tratamentos de distúrbios hormonais.
  • Reposição de hormônios durante a menopausa, quando o organismo feminino deixa de produzir alguns hormônios naturalmente.
  • Método de contracepção.
  • Método para suspensão da menstruação /evitar cólicas.
  • Para tratamento de doenças catameniais e eliminação da TPM.
  • Para tratamento de anemia, tratamento de falta de libido e preservação de fertilidade.

A saúde da mulher ganhou mais um aliado: o implante hormonal feito com acompanhamento médico e dosagens personalizadas

Confira as vantagens do tratamento com implantes hormonais para a mulher:

  • Prolongamento da vida útil - social, sexual e profissional.
  • Diminuição dos riscos de morte antecipada por doenças degenerativas.
  • Preservação da auto-estima, libido, sexualidade, atração, lubrificação e higidez vaginal, redução dos fogachos e sudorese, ameniza o cansaço, regula o sono, além melhorar funções cognitivas e preservar a memória.
  • Manutenção da musculatura, beleza e do brilho da pele e dos olhos, além de evitar a queda precoce de cabelo.
  • Previne e reverte a osteoporose, aumentando a vida das células que constroem o osso novo - regulando o ciclo de formação e absorção entre osteoblastos e osteoclastos.
  • Diminui a incidência de alguns tipos de câncer, tais como: câncer do intestino e câncer do endométrio.
  • Previne a arteriosclerose, regulando a produção do bom colesterol (HDL), diminuindo o colesterol ruim (LDL) e, assim, evitando ataques do coração decorrentes do acúmulo de placas.
  • Os hormônios sexuais também são responsáveis pela liberação do cheiro característico feminino, elemento fundamental na dinâmica sexual. O feromônio , tipo de hormônio sexual detectável pelo olfato, é um subproduto da testosterona e do estradiol.

Homens

No decorrer da meia idade, é comum haver a diminuição da produção do hormônio masculino (testosterona) - isto é chamado de Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino ou Hipogonadismo de Início Tardio É considerada uma espécie de "menopausa masculina" - porém sem a interrupção brusca na secreção da testosterona pelas gônadas. A partir dos 50 anos, observa-se uma queda constante da testosterona no organismo. Quando o nível cai de forma significativa, alguns homens podem apresentar problemas de saúde. Esse acontecimento é marcado por uma série de mudanças fisiológicas e psicológicas.

Alguns sintomas do Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino são:

  • Alterações de humor;
  • Perda da libido;
  • Diminuição da massa muscular;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Disfunção erétil (impotência);
  • Tendência à anemia;
  • Tendência à osteoporose;
  • Perda de memória;
  • Aumento de gordura corporal;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Infertilidade;
  • Depressão.

Bons níveis de testosterona garantem aos homens a atratividade diante do sexo oposto. O hormônio mantém ossos fortes, ombros largos e massa muscular nos braços e peitos, e ajuda na perda de gordura abdominal. Além disso, é responsável pela liberação do cheiro característico do macho que transmite, de forma instintiva, que ele é um ser saudável e apto para procriar e proteger sua fêmea e crias.

A testosterona ainda melhora o sono, preserva a boa aparência, protege o coração e previne doenças da "velhice".

O homem com níveis baixos de testosterona perde o interesse sexual e fica apático, o que compromete seu relacionamento e sua auto-estima. Sem libido, ele também perde o prazer de viver. Passa a não ter energia e disposição, tanto para trabalhar e enfrentar desafios como para se divertir.

A falta de testosterona também deixa o homem irritado e com o corpo vulnerável a doenças. Com a sensação de que já não serve mais para nada, perde confiança em si mesmo. Já não investe mais em paqueras, já não corre mais riscos, já não aposta mais na vida.

  • Quem apresenta bons níveis de testosterona não tem medo de ficar velho, sozinho, pobre, doente ou morrer. Ao contrário, ganha coragem e disposição, passa a viver intensamente e a desfrutar dos prazeres que cada segundo proporciona.
  • Muito mais confiante e com a auto-estima lá em cima, o homem com bons níveis de testosterona acaba por se destacar, social e profissionalmente, até mesmo diante dos mais novos.
  • A testosterona aflora no homem de meia-idade ou idoso a virilidade de um jovem e perpetua nele a essência de másculo.
Vídeos Relacionados
Enviar mensagem